>_ulimit

Comandos intermediário do GNU/Linux

O comando ulimit do bash fornece controle sobre os recursos disponíveis para o shell e para o seus processos. Para cada recurso, podem ser definidos dois limites: Um limite HARD e um limite SOFT. Os limites hard só podem ser modificados pelo superusuários, os limites soft podem ser aumenteados pelos usuários até o valor do seu limite hard.

Os limites hard e soft são especificados com as opções especiais -H e -S, respectivamente. Outras opções definem limites específicos. Se uma opção for fornecida com um valor para limite, esse limite é definido. Se limite não for fornecido, é exibido o limite atual.

soft limit e o hard limit.

O hard limit é o limite de espaço em si, digamos, 1000 MB para cada usuário. Quando o hard limit é atingido, a gravação de novos arquivos é bloqueada, se necessário interrompendo a transferência:

O soft limit é um limite de advertência, um pouco inferior ao valor do hard limit. Se o hard limit é de 1000 MB, o soft limit poderia ser 500 ou 800 MB, por exemplo. Sempre que superar o soft limit, o usuário receberá uma mensagem de alerta, mas ainda poderá gravar mais dados até que atinja o hard limit.

Opções

-a – Exibe todos os limites atuais. Esta opção não aceita um valor limite

-f – O tamanho máximo dos arquivos criados pelo shell. Este é o recurso padrão, se não forem especificadas opções

-u – O número máximo de processos disponíveis para um mesmo usuário

-v – A quantidade máxima de memória virtual disponível para o shell

-H – Especifica o limite hard. Se -H não for especificado, assume-se o limite soft

-S – Especifica explicitamente o limite soft. Este é o padrão

Fonte

Certificação Linux O’Reilly

 

>_ulimit
Tagged on:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: