>_autofs

O autofs consulta o arquivo de configuração do autofs é o   /etc/auto.master para determinar quais pontos de montagem estão definidos. Então, o autofs inicia um processo de auto-montagem com os parâmetros apropriados para cada ponto de montagem. Cada linha do mapa mestre define um ponto de montagem e um arquivo de mapa separado, que define os sistemas de arquivo a serem montados sob este ponto de montagem.

Conteúdo de um arquivo /etc/auto.master simples:

/mnt/gnulinuxbr /etc/auto.misc –timeout=10

Cada entrada do auto.master tem três campos.

1 – Montagem
2 – Localidade do arquivo de mapa
3 – O terceiro campo poode conter informações como o valor de tempo limite (timeout)

Este arquivo é chamado de mapa mestre (master map). Pode haver mais de uma linha no mapa mestre, cada uma especificando um diretório a ser monitorado. O mapa mestre é único, e é consultado durante a inicialização do sistema ou quando invocado o comando automount manualmente.

Exemplo: o arquivo /etc/auto.misc pode definir pontos de montagem no diretório /mnt/gnulilnuxbr; esta relação seria definida no arquivo /etc/auto.master.

NOTA:

Em distribuicoes como Red Hat/Fedora/SuSE o autofs ja vem instalado em qualquer perfil de instalacao mas somente no debian e ubuntu vc terá a necessidade de instalar.

1

2

Quando algum evento no diretório /mnt/gnulinuxbr for detectado, o arquivo /etc/auto.misc será consultado. Exemplo do /etc/auto.misc

Exemplo:

No diretório /misc/ não terá nada, mas se você acessar o diretório que foi definido. você verá que automaticamente ele irá montar a partição.

NOTA :   
O diretório /misc deve existir no sistema de arquivo local. Não deve haver sub-diretórios no /misc do sistema de arquivo local.

Fonte: LPI -2 Luciano Siqueira.

>_autofs
Tagged on:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: