>_Xen 1.2

Virt-install

Esse carinha é muito util para criação das vms, abaixo coloquei algumas imagens com as “opções” e/ou parâmetros que podem ser adicionados no momento da instalação.

Exemplo:

# virt-install --prompt --vnc --vncport=5907 --sound --hvm --cdrom=/dev/cdrom --network network:default

Em um desktop, execute um programa vnc para acessar a vm através do ip do servidor Xen, exemplo:

vnc-client 192.168.1.149:7

Para adicionar um cdrom/dvd na vm será preciso alterar o arquivo da vm que fica localizado no diretório /etc/xen/. Dentro desse arquivo, adicione linha abaixo:

'phy:/dev/cdrom,xvdb:cdrom,r'   #cd /etc/xen/ # vim xp-1

Nesse passo já estamos com a nossa vm instalada e também compartilhando o cdrom/dvd físico do servidor Xen, maravilha muito bom!

Agora o próximo passo é dar o boot pelo cdrom/dvd na vm.

No diretório /etc/xen/ existe um arquivo xp-1 ao qual pertence a uma vm chamada xp-1, dentro desse arquivo tem uma opção chamada boot=”c”,  neste caso vamos apenas altera-lo adicionando a flag d.

Exemplo:

boot = "c" boot = "dc"

 Comando importantes

 Listar as vms disponíveis
# xm list

Necessário quando se restaura um backup e depois de já ter copiado o arquivo de definição e o hard disk para seus devidos lugares.
# xm new nome-da-vm

Inicia uma VM
# xm start nome-da-vm
# xm create nome-da-vm

Desliga uma VM
# xm poweroff nome-da-vm

Apaga a VM
# xm delete nome-da-vm

Cria uma VM
# xm create nome/b-da-vm

Necessário para visualizar a VM (Linux) depois do comando “xm start”, pois o xm start inicia mas não mostra na tela
# xm console nome-da-vm

Para sair da vm e retornar para o Xen, utilize o comando abaixo:
# ctrl + ]

Necessário para visualizar a VM (Windows) depois do comando “xm start”, pois o xm start inicia mas não mostra na tela
# xm vncviewer nome-da-vm

Lista o que as VMs estão fazendo
# xentop

# xm list
Ao listar as máquinas, poderão aparecer algumas letras que indicam o estado das mesmas. As principais são:
* r (running): indica que a máquina está executando alguma tarefa;
* b (blocked): indica um bloqueio de atividade, geralmente causado por espera para acesso a dispositivos;
* p (paused): indica que a VM sofreu pausa (veja a seguir como estabelecer pausa na execução);
* s (shutdown): indica que a máquina está em processo de shutdown;
* c (crashed): indica que máquina sofreu um “crash”. Essa situação deve ser do conhecimento do hypervisor para que o estado “c” seja listado;
* d (dying): indica que a máquina está saindo do ar mas ainda não terminou por algum motivo temporário. Esse estado geralmente ocorre durante um shutdown ou crash da máquina.

Top do sistema e das máquinas:
# xm top

Pausa na execução de uma máquina:
# xm pause xp-1

Retirar pausa na execução de uma máquina:
# xm unpause xp-1

Redefinir a quantidade de memória RAM utilizada por uma máquina em execução:
# xm mem-set xp-1 256

Checagem e correção de filesystems nas VMs

Em caso de problemas, a checagem de filesystems nas VMs poderá ser realizada normalmente. Para tanto, com a VM fora do ar (e a sua partição desmontada), utilize o comando:

# fsck /dev/<partição que contém a VM ou volume lógico se estiver utilizando LVM>
Exemplos:

# fsck /dev/sda2             ---> para partição comum
# fsck /dev/vms/vm0-teste    ---> para LVM
Automatizando a inicialização das máquinas

Se você quiser automatizar a inicialização das máquinas virtuais, crie o diretório /etc/xen/auto e, dentro dele, faça um link simbólico apontando para cada arquivo de configuração de cada uma das máquinas. Exemplo:

# ln -s /etc/xen/xp-1 /etc/xen/auto/

Com isso, a máquina xp-1 será inicializada logo após o boot do sistema operacional.

Para limitar o uso da CPU você pode configurar da seguinte maneira
Exemplo:

VCPU = 4
CPU = 0-2, ^1"

Acima estou limitando para usar os núcleos de  0 a 2 e excluíndo núcleo 1

VCPU = 8
CPU = "0"

Acima estou indicando para usar o núcleo 0

Clonando uma vm

# virt-clone --prompt --orginal xp-1 --name xp-1-clone --file /mnt/xp-1-clone

Acima estou clonando a vm xp-1 para xp-1-clone colocando dentro de um diretório /mnt/ como arquivo.

# virt-clone --prompt xp-1 xp-1-clone /dev/disk-xen/vm-clone

Acima estou clonando a vm xp-1 para um volume lógico

>_Xen 1.2
Tagged on:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: