>_Instalando o OpenvSwitch 2.4.0 no CentOS 7.2

ovs

OpenvSwitch.

O Open vSwitch é um comutador virtual com diversas camadas disponível como um software livre na licença do Apache 2.0. Em maio de 2010 a versão 1.0.1 do Open vSwitch foi disponibilizada, oferecendo suporte a um impressionante conjunto de recursos. O Open vSwitch suporta as principais soluções de hypervisor de software livre, incluindo o Kernel-based VM (KVM), o VirtualBox, o Xen e o XenServer. É um substituto para o módulo atual de ponte do Linux.
O Open vSwitch consiste em um daemon de comutador e um módulo do kernel concomitante que gerencia a comutação baseada no fluxo. Existem também diversos outros daemons e utilitários para gerenciar o comutador (especialmente da perspectiva do OpenFlow). É possível executar o Open vSwitch integralmente do espaço do usuário, mas isso ocasiona a redução do desempenho.
Além de fornecer um comutador com qualidade de produção para ambientes de VM, o Open vSwitch inclui um impressionante roteiro de recursos para competir com outras soluções fechadas e proprietárias.

TAP e TUN.

A virtualização tem sido implementada nas pilhas de rede há bastante tempo para permitir o acesso das pilhas de rede convidadas da VM à pilha de rede do host. O TAP e o TUN são dois exemplos desse esquema. TAP é um driver de kernel de rede virtual que implementa um dispositivo Ethernet e, dessa forma, opera no nível do quadro Ethernet. O driver TAP fornece a conexão Ethernet através da qual os quadros Ethernet convidados podem se comunicar. O TUN (ou “túnel” de rede) simula um dispositivo da camada de rede e se comunica no nível mais alto dos pacotes IP, que fornece uma pequena otimização, enquanto o dispositivo Ethernet subjacente pode gerenciar o enquadramento da camada 2 dos pacotes IP do TUN.

Passo 1 – Aplicando o update no servidor.

# yum update -y

Passo 2 – Instalação dos pacotes wget, graphviz, libtool e bridge-utils.

# yum install wget graphviz libtool bridge-utils

Passo 3 – Instalação dos pacotes necessários para compilação do OpenvSwitch.

# yum groupinstall "Development Tools"

Passo 4 – Criando os diretórios necessários para compilação do OpenvSwitch.

# cd ~ ; mkdir -p rpmbuild/{BUILD,BUILDROOT,RPMS,SOURCES,SPECS,SRPMS}

Passo 5 – Download do OpenvSwitch 2.4.0.

# cd /opt/
# wget http://openvswitch.org/releases/openvswitch-2.4.0.tar.gz
# tar -xvf openvswitch-2.4.0.tar.gz
# cd openvswitch-2.4.0

Passo 6 – Criando o arquivo de compilação openvswitch_no_kmod.spec.

# sed 's/openvswitch-kmod, //g' rhel/openvswitch.spec > rhel/openvswitch_no_kmod.spec

Passo 7 – Criando os pacotes openvswitch-2.4.0-1.x86_64.rpm openvswitch-debuginfo-2.4.0-1.x86_64.rpm.

# cp ../openvswitch-2.4.0.tar.gz ~/rpmbuild/SOURCES/
# cp rhel/openvswitch-kmod.files ~/rpmbuild/SOURCES/
# rpmbuild -bb rhel/openvswitch.spec

Passo 8 – Instalando os pacotes openvswitch-2.4.0-1.x86_64.rpm openvswitch-debuginfo-2.4.0-1.x86_64.rpm.

# cd ~/rpmbuild/RPMS/x86_64/
# yum -y localinstall openvswitch-*
# /sbin/chkconfig openvswitch on

Passo 9 – Aplicando um reboot no servidor.

# reboot

Passo 10 – Verificando a versão do OpenvSwitch.

#  ovs-vsctl -V
ovs-vsctl (Open vSwitch) 2.4.0
Compiled Feb 24 2016 12:57:27
DB Schema 7.12.1

Passo 11 – Listando as configurações com o comando ovs-vsctl show.

# ovs-vsctl show
05034de3-bc1f-4134-b294-c1f47bca0d89
    ovs_version: "2.4.0"

Fontes:
http://www.ibm.com/developerworks/br/library/l-virtual-networking/
http://openvswitch.org/

>_Instalando o OpenvSwitch 2.4.0 no CentOS 7.2
Tagged on:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: